Natal é época de paz, até com a comida!

Três dicas simples de como festejar sem neuras neste fim de ano

A temporada das festas de fim de ano está oficialmente aberta e enquanto muita gente mal pode esperar para rever amigos e familiares, para muitas de nós as festividades podem provocar inquietação e ansiedade.

A gente acaba se perguntando como é que podemos relaxar e aproveitar as festas estando ao redor de tanta comida? Como é possível comer sem preocupações e sem exageros, de uma maneira que alimente o nosso corpo e nos traga a satisfação de estar comemorando algo? Como é que conseguimos controlar o que comemos estando na companhia de outros e sem ideia nenhuma do que será servido?

Foi pensando nessas perguntas que eu resolvi dividir aqui com você três dicas que me ajudaram a me libertar da ansiedade pré-festa. Eu já havia tocado nesse assunto antes, mas acho necessário enfatizar que o problema não é se você deve ou não comer o pudim de sobremesa, mas sim as associações que você faz com a comida em um contexto celebrativo.

Untitled(9).jpg

O Natal e o Ano Novo são uma das datas mais especiais do ano. É quando eu reservo o dia inteiro para passar junto daqueles que eu amo: conversando, rindo, brincando, dançando. É quando eu olho ao redor e agradeço por todos que eu tenho ao meu lado e por uma vida cheia de amor e aprendizado. É época de celebrar com a família que foi te dada ou com a família que você escolheu, época de reunir amigos e socializar. Para uns envolve rituais religiosos, para outros comprinhas natalinas, mas Natal e Ano Novo acabam sendo para todos uma época de reflexão.

Passar dias tão lindos como esses pensando em comida ou em dieta é disperdiçar a chance de vivenciar momentos inesquecíveis. Enquanto você está contando quantas castanhas vai comer, tem alguém rindo do outro lado da mesa da história que você não ouviu. Enquanto você está devorando descontroladamente a salada de maionese, a sua música favorita está tocando sem você dançar.

Fim de ano não é sobre comida e fim de ano não é sobre dieta.

Untitled(9).jpg

Você provavelmente já deve ter ouvido que nunca devemos comer como forma de celebração ou para conectar com as pessoas, mas eu acredito que temos que ser cuidadosos com esta afirmação. Comer é também a manifestação de uma cultura e celebrar faz parte. Nós humanos temos feito isto há séculos, e há algo poderoso e mágico quando sentamos juntos ao redor de uma mesa repleta de pratos feitos com amor e dedicação.

Nós não festejamos o ano inteiro e, por isso, devemos considerar os momentos do ano que temos para celebrar como especiais e únicos. Não há nada de errado em comermos por prazer durante rituais tão importantes como o Natal e Ano Novo. Vou repetir… 

Não há nada de errado em comermos por prazer durante rituais importantes como Natal e Ano Novo.

Comer apenas pelos atributos nutricionais durante as festividades só resulta em frustração. Você talvez saiba do que eu estou falando - aquela frustração de achar o resto do mundo está se divertindo e se esbaldando, enquanto você tem que ficar escolhendo as opções saudáveis, calculando calorias e fugindo dos carboidratos. Dessa forma, você acaba focando muito mais na comida do que deveria. É bem melhor relaxar e se permitir desfrutar de tudo o que tem vontade.

Não há nada mais saudável do que ter a liberdade de participar de uma celebração sem ficar encanada em engordar e sem se sentir culpada. Isto é saúde física e mental.

Untitled(9).jpg

O maior desafio durante a festança é confiar que o seu corpo consegue lidar com essa comida toda sem engordar. E a verdade é que ele consegue sim! Comer em excesso por um dia não vai alterar o ponteiro da balança. Se você se pesar no dia seguinte pode ser que o peso esteja alterado devido à retenção de líquido após ingerir muito sal, açúcar e álcool, mas isto não significa que você tenha ganhado gordura corporal. Depois de alguns dias o seu corpo recuperará o equilibrio.

Entre o Natal e o Ano Novo temos quase uma semana de intervalo - tempo suficiente para você voltar à rotina, se movimentar um pouco e se divertir. O segredo é não estender o Natal até o Ano Novo, e depois o Ano Novo até o Carnaval. Estamos falando apenas de dois dias! Dois dias que você não deve disperdiçar encanando com comida. Coma o que tem vontade, dê atenção à você e aproveite cada minuto.

Se a festa for na sua casa, congele os restos ou divida com os familiares e amigos. Se no dia seguinte você voltar para a sua alimentação normal, o seu corpo não vai ter dificuldade em lidar com a rabanada da sua tia. Divirta-se!

 
Untitled(10).jpg