Devo ou não me pesar?

Para quem fica ansioso com o número na balança

Fico ansiosa ao me pesar

A balança faz parte da nossa vida.

Mesmo que você não queira se pesar, vai chegar o dia em que o seu médico vai querer ou vai ter a sua amiga te convidando a subir na balança da farmácia ou o instrutor da academia vai achar necessário anotar o seu peso na avaliação física. Mais cedo ou mais tarde, o se momento com a balança vai acontecer.

Quando eu me tratei da Bulimia, o dia da pesagem era um dia em que o estresse estava estampado no olhar de todos no grupo. Engordar ou emagrecer era o que definia o se o meu dia seria bom ou ruim. Mas se você pensa que isso era algo do transtorno alimentar, esqueça; o meu problema com a balança começou aos 10 anos, em São Paulo, na aula de Educação Física.

Por razões que na época eu não conseguia entender, o meu professor resolveu criar o dia da pesagem para todos os alunos. No pátio da escola estávamos todos enfileirados frente à uma balança, com o professor de um lado e a assistente do outro anotando os resultados. Ele chamava o aluno, media a altura, pedia para subir na balança e comunicava o resultado em alto e bom som à assistente: Erika, 1,38 metro, 40 quilos.

Ouvir que eu pesava 40 quilos enquanto todo o restante da classe estava em torno de 30 foi algo que me marcou profundamente. Eu sabia que era gorda e pesava mais que os meninos. Aquela foi uma das primeiras vezes que me senti vítima de um corpo que parecia existir para me envergonhar. Eu não conseguia entender por que eu não podia ser magra como os demais.

Anos mais tarde a subida na balança ainda era algo que salvava ou acabava com meu dia. Eu não conseguia olhar para aquele número da mesma maneira que eu olhava para outros números. Nem a minha conta bancária no vermelho me preocupava tanto quanto um número mais alto na balança.

Se você se sente assim com a balança, esqueça dela. Deixe-a de lado por alguns tempos e foque no seu dia a dia e não nos resultados.

Não se preocupe, você não vai engordar por ter parado de pesar. Se isso é algo que te preocupa, uma das maneiras de monitorar o seu corpo é verificar como as roupas estão te servindo. Você também pode dedicar aquele minutinho para olhar o seu corpo no espelho, tocá-lo, fotografá-lo. Sem julgamento e sem vergonha, por favor! Isso é só entre você e seu corpo e prometo não contar a ninguém. Além de ser um exercício de autoconhecimento é uma ótima maneira de exercitar o seu amor-próprio aceitando e reconhecendo cada centímetro desse corpinho lindo.