Como é ser gorda no trabalho

No meu escritório eu trabalho com uma mulher que sofre com problemas de saúde relacionados à obesidade como trombose. Ela chega de manhã com croc ou chinelo de dedo mesmo no inverno porque é difícil encontrar sapato fechado que caiba. A temperatura do escritório sempre parece estar alta levando em conta o suor inevitável. Ao levantar da cadeira a testa franzida denuncia a dor e os primeiros passos cambaleantes a levam para a cozinha para pegar um café.

Esta colega é uma figura materna na empresa sempre aberta a ajudar os outros. Apesar disso, o excesso de peso parece ser um incômodo para grande parte das pessoas. O nome dela sempre surge em conversas sobre alimentação ou dietas, e ela é usada como exemplo de quem não devemos nos tornar. Até colegas acima do peso a julgam por ela, de acordo com eles, ter se deixado levar desse jeito.

Se ela se ausenta por gripe todos culpa a gordura, se ela está cansada é a gordura, se está indisposta é a gordura. Se ela não performa bem no trabalho, a obesidade já é citada.

Infelizmente o mundo ainda acredita que o obeso é uma pessoa que não controla o peso e, por conta disso, é incapaz de controlar sua vida ou seu trabalho.

Talvez seja por conta de tudo o que passei, mas não entendo como alguém pode pensar que basta querer para emagrecer. Que emagrecimento é uma questão de comer menos e se exercitar. Bem, não é tão fácil assim.

Ela me conta das tentativas de dieta, do novo médico que encontrou, da trigésima nutricionista, programa, sistema, coach que eu está começando.

O lado cruel da obesidade é que ela está aparente e todos se sentem no direito de apontá-la em nome da saúde. Imagine se todos com dívidas no cartão de crédito fossem considerados ineficientes no trabalho por não conseguirem controlar as suas finanças?

Estamos longe de aceitar pessoas obesas como elas são por medo de aumentar a obesidade no mundo, mas isso está longe de ser verdade. Aceitar as pessoas é um ato de amor e respeito, algo que todos merecemos.

O corpo não é propriedade pública e ninguém tem o direito de te dizer como ele deve ser, nem mesmo em nome da saúde.