A arte de viver como se a magreza não fosse possível

Há pouco tempo tive uma ligação franca com uma amiga de décadas que me abriu os olhos para o que realmente importa - o durante e não o depois. Para você que sonha em emagrecer e mal pode esperar até ver o seu corpo do tamanho que você considera ideal, vem comigo.

Tudo começou quando expliquei à minha amiga o meu descontentamento por não estar com a minha vida no lugar que eu gostaria que estivesse. Eu estava angustiada com dúvidas sobre qual rumo tomar: mudar ou não de casa, ter ou não um filho, mudar ou não de trabalho, mudar ou não de academia, sair ou não de férias, comer ou não sobremesa, pesar ou não semanalmente. Ah, parecia que alguém tinha dado um nó em tudo e eu me vi como uma criança desorientada e ansiosa sem saber como resolver a equação na prova de recuperação.

Ela então me falou que talvez eu jamais chegaria onde eu quero, que o meu sonho tinha a possibilidade de nunca se concretizar, e que mesmo assim o meu dia deveria refletir a minha capacidade de viver e aproveitar o presente. Ao ouvir aquelas palavras me bateu um misto de depressão e raiva. Como assim os meus sonhos poderiam nunca se tornar realidade? Como assim eu tinha que viver considerando a possibilidade de nunca chegar onde quero? Que tipo de vida é essa, eu pensei, e como é que um pensamento desse ajudaria a acalmar as minhas dúvidas e ansiedade.

Ao perceber o meu aborrecimento com o comentário ela completou que o objetivo não era vivermos insatisfeitos com o que não temos, que isso sim era não viver de verdade. Que ter ambição qualquer que seja era maravilhoso, mas essa ambição não deveria nos impedir de enxergar o que acontece à nossa vida hoje e agora.

Ela tinha razão.

Não dá para ignorar a vida que temos hoje esperando até que o sonho se realize.

E mesmo que o sonho se realize, sempre haverão novos sonhos, novos planos, e assim estaremos confinados a viver no amanhã sem nunca prestar atenção e agradecer pelo que temos hoje.

Eu vejo tantas pessoas sobrevivendo no corpo que têm e sonhando com o corpo que gostariam de ter. Elas fazem dieta, exercícios, planos e tratamentos para alcançar o que querem. Algumas chegam lá, outras não, mas a insatisfação continua porque o perfeito não existe, nunca existiu e jamais existirá. Criamos esta ilusão na nossa cabeça do corpo perfeito e adiamos certas experiências para quando o alcançarmos.

E se tivéssemos a audácia de mudar essa mentalidade. Como seria a vida se você parasse de adiá-la até ter a barriga sonhada?

Faça algo por menor que seja diariamente para alcançar o que você quer.

Mesmo não alcançando a perfeição, todo o cuidado investido em você não será em vão. Foque no processo e não nos resultados, é durante o processo que você cresce e aprende, é durante que a mágica acontece.