A arte de comprar o tamanho certo de roupa e o emagrecimento

Há um link muito interessante entre a nossa mania de comprar roupas menores que o tamanho do nosso corpo, o amor-próprio e a arte de viver o hoje.

sim, eu também já tentei me motivar com uma calça menor que meu número

sim, eu também já tentei me motivar com uma calça menor que meu número

Você entra na loja e pede o jeans 42 sabendo que só o 46 terá change de passar pelo quadril. Aquele jeans pequenino e lindo vai ser a sua motivação extra para perder os benditos quilos. Um pensamento incômodo passa pela sua cabeça sobre a possibilidade da vendedora sugerir que a peça não irá te servir, mas logo em seguida vem um alívio quando você encontra uma maneira de se explicar falando que será um presente para alguém. De repente, você até prova o 46 só para ter certeza que o 42 vai cair bem quando você tiver emagrecido o acesso.

Ao chegar em casa, você cheira o jeans novinho e deixa ele dobrado ainda com a etiqueta no armário.

Desta vez vai ser diferente, você vai emagrecer.

A cada tentação você vai olhar para a calça e relembrar que ela está lá no armário à espera de você mais magra.

Há alguns dias eu ouvi um podcast de uma coach de emagrecimento em que ela recomendava usar jeans apertados e desconfortáveis para te relembrar durante o dia que você precisa emagrecer.

O meu queixo caiu.

Segundo ela, o desconforto do botão pressionando a sua carne seria uma ótima motivação para comer menos durante o dia. Eu não tenho como discordar mais. Já estamos expostas a tantos contratempos diários, não vejo como se castigar por estar gorda vai motivar alguém a emagrecer. Alguém aí percebe a ideia absurda por trás disso?

Segundo muitos há duas maneiras de mudar - uma é pela dor e a outra é por amor. Eu escolho e recomendo a mudança pelo amor.

Eu sei o quanto pode ser desconfortável ir comprar roupa quando você sonha com um corpo menor. De repente, pode até ser difícil encontrar roupas no seu tamanho, mas atualmente com tantas marcas plus size disponíveis não vejo porque não se sentir maravilhosa com 70, 90, 120 ou 180 quilos.

O emponderamento que você sente quando assume o seu corpo como ele está hoje é transformador. Você se sente bem, confiante e bonita sendo do jeito que você é.

A mágica é que quando você se sente bem fica fácil fazer escolhas que ajudem no emagrecimento, se é isso que você procura. Ninguém precisa sair andando de legging e camiseta todo dia até que tenha um corpo considerado magro o suficiente para usar roupas mais ousadas.

Comece a trabalhar o seu amor-próprio vivendo o hoje e cuidando bem do seu corpo com roupas que te façam sentir bem hoje e não em um futuro magro.

Ouse usar e comprar roupas do seu tamanho.